Tendinite

Tendinopatia x Tenossinovite x Tendinite: Causa, sintomas, tratamento e como evitar – Por Fernanda Colella

A tendinopatia significa a doença do tendão, enquanto a tenossinovite é um processo inflamatório da membrana que recobre o tendão e a tendinite vem a ser definida como um processo inflamatório que acomete o tendão. No quadro inicial de dor no tendão dizemos que o paciente está com tendinite, porém, com o passar do tempo surge a tendinopatia.

Causas

A inflamação de um tendão muitas vezes associado à inflamação da sua bainha, que pode ser provocado por várias circunstâncias. Na maioria dos casos, é provocada por pequenos traumatismos repetidos ou por movimentos bruscos e um pouco forçados de uma determinada parte do corpo. Outra causa muito comum do processo são os traumatismos mais ou menos violentos, sendo por isso que a tendinite e a tenossinovite afetam com maior frequência os desportistas e as pessoas que, pela sua atividade profissional, têm que efetuar um determinado tipo de tarefas, como carregar pesos ou utilizar regularmente um teclado.


Na verdade o que nos prejudica realmente não é a inflamação em si, e sim as consequências como a pressão causada por ela quando em excesso. Isso estressa o tendão, promovendo as lesões no tecido. Essas lesões são como feridas, deixando o tecido com fendas, e acumulando mais inflamação nos buracos novos. Se não bastasse, a circulação é afetada também, o inchaço impede o fluxo normal de sangue, e com ele nutrientes, sais minerais e trocas gasosas.

 

Sintomas

  • Dor latente ao movimento e calor local com queimação e vermelhidão;
  • Fadiga muscular e falta de força para atividades cotidianas;
  • Câimbras (decorrente da fadiga);
  • Em casos mais graves: Imobilidade e Inflexibilidade consideráveis, seguidos de ainda mais dor;
  • E nos casos gravíssimos: perda total da sensibilidade e mobilidade, e deformação.

 

Tratamento

O tratamento tem como objetivo aliviar os sintomas, eliminar a inflamação e permitir que o tendão afetado recupere o seu normal funcionamento. A principal medida terapêutica é o repouso do tendão afetado, normalmente durante algumas semanas. Embora possa ser um repouso relativo, por vezes, recomenda-se o repouso absoluto, que pode ser acompanhado pela aplicação de uma ligadura e utilização de talas ou gesso, de modo a imobilizar o segmento corporal afetado. Caso a dor e a inflamação sejam muito intensas, deve-se proceder à administração de analgésicos e anti-inflamatórios, por vezes aplicados através de injeções nas zonas próximas do tecido afetado. A realização de fisioterapia é igualmente importante, de modo a garantir uma pronta e completa recuperação. Esta fisioterapia consiste na execução de uma série de exercícios diários ao longo de várias semanas. Para que a fisioterapia seja eficaz, esta deve ser iniciada o mais rápido possível, de preferência acompanhada por um especialista, o que por vezes implica que, embora pareça um paradoxo, comece a ser efetuada durante o período de repouso.


Nos casos mais graves, pode ser indicada uma intervenção cirúrgica, com o objetivo de devolver ao tendão afetado a sua funcionalidade.

Como evitar?

A preparação física é muito importante. O tecido muscular durante o condicionamento se hipertrofia e tensiona os tendões de suas extremidades, aderidos ao tecido ósseo. Portanto siga uma rotina de alongamentos antes das atividades.

  • Evite movimentos repetitivos e excesso de uso de braços e pernas;
  •  Caso não seja possível evitar movimentos repetitivos, realizar pequenas pausas de uma em uma hora na atividade e alongar;
  • Mantenha todos os músculos fortes e flexíveis;
  • Aqueça-se fazendo movimentos em um ritmo lento antes de iniciar uma atividade vigorosa;
  •  Beber bastante líquido;
  • Caso você passe muito tempo no computador, procure utilizar teclados e mouse ergonômicos, eles diminuem muito os casos de tendinite;
  • Manter uma alimentação balanceada, principalmente antes de exercícios.

 

Escrito por Fernanda Colella – Fisioterapeuta
Crefito – 41247-LTF

2 opiniões sobre “Tendinopatia x Tenossinovite x Tendinite: Causa, sintomas, tratamento e como evitar – Por Fernanda Colella”

  1. Xavier, boa tarde!
    O tendão é uma fita ou cordão fibroso, formado por tecido conjuntivo que permite a inserção dos músculos aos ossos ou a outros órgãos por meio de ligamentos anulares ou retináculos, com a função de manter o equilíbrio estático e dinâmico do corpo, através da transmissão do exercício muscular aos ossos e articulações. Os tendões são a parte esbranquiçada, rija e não-contrátil dos músculos estriados.

    Espero ter respondido sua pergunta!
    Obrigada e fique a vontade para próximas dúvidas ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>